Síndrome de Tourette

26-08-2018

O que é a Síndrome de Tourette? 

A síndrome de Tourette é uma perturbação neuropsiquiátrica que se caracteriza pela existência de tiques. O distúrbio tem o nome do Dr. Georges Gilles de la Tourette, neurologista francês que em 1885 descreveu pela primeira vez a doença.

O que são tiques? 

Os tiques são movimentos ou vocalizações (barulhos) repetitivos, rápidos, súbitos e involuntários. Tendem a ser precedidos por uma sensação desconfortável e frequentemente seguidos por uma sensação de alívio.

Os tiques classificam-se em simples e complexos. Os tiques motores são simples quando englobam movimentos como piscar os olhos, franzir a testa, contrair os músculos da cara ou do pescoço, e complexos quando ocorre a combinação de vários tiques simples. Os tiques vocais simples caracterizam-se por ruídos não articulados, como tossir, fungar, gritar ou limpar a garganta já os tiques vocais complexos correspondem à emissão de palavras ou frases que apesar de poderem ser reconhecíveis, ocorrem fora do contexto.

Geralmente desaparecem durante o sono e diminuem durante atividades que impliquem maior concentração. Pelo contrário, são exacerbados pelo stress, cansaço, ansiedade e excitação. Embora possam ser controlados pela vontade, esta situação acarreta uma elevada tensão emocional.

A Síndrome de Tourette é uma doença rara? Qual a sua causa? 

A síndrome de Tourette já não é considerada uma doença rara, estimando-se que afete 1 em cada 160 crianças entre os 5 e os 17 anos, e é 3 a 4 vezes mais comum em rapazes do que em raparigas.

Embora seja uma doença hereditária a causa exata permanece desconhecida. Acredita-se que apesar da importante influência dos fatores genéticos também os fatores ambientais e do desenvolvimento neurológico possam desempenhar um importante papel. 

Qual a evolução da Síndrome de Tourette? 

Fala-se em Síndrome de Tourette quando estão presentes pelo menos dois tiques motores e pelo menos um tique vocal durante mais de um ano.

Os primeiros sintomas geralmente aparecem entre os 5 e os 7 anos, sendo habitualmente os tiques motores simples a primeira manifestação da doença. O início dos tiques vocais tende a ocorrer posteriormente, por volta dos 11 anos, na forma de pigarro, fungadelas, tosse, entre outras. A coprolalia (dizer palavrões) e a copropraxia (efetuar gestos obscenos) manifesta-se numa pequena percentagem dos casos, não devendo por isso ser considerada uma característica definidora da doença.

A manifestação e a intensidade dos tiques tem tendência a melhorar até ao final da adolescência, contudo numa pequena percentagem dos casos os tiques podem manter-se ou até agravar-se e durante a vida adulta.

Que outras doenças podem estar associadas à Síndrome de Tourette?

A Síndrome de Tourette pode associar-se a uma série de comorbilidades, nomeadamente défice de atenção e perturbação de hiperatividade, perturbação de ansiedade, perturbação obsessivo-compulsivo e ainda uma importante desabilidade social. No geral, estas condições acabam por causar mais sofrimento que os próprios tiques. 

A Síndrome de Tourette tem tratamento?

Atualmente, não existe tratamento curativo, contudo certos fármacos podem ser úteis no alívio dos tiques e das comorbilidades. Além do tratamento sintomático o acompanhamento psicológico torna-se fundamental e inclui orientação para a criança e para o adolescente mas também para os pais, professores e todos aqueles que convivem com a criança.

Cristiana Amorim de Carvalho

Interna de Formação Específica em Medicina Geral e Familiar